terça-feira, 7 de outubro de 2008

Secretaria de Educação de Senador Canedo pretende reduzir o direito do passe de ônibus da educação

Um dia depois das eleições a secretaria de educação de Senador Canedo anunciou o corte dos passes de ônibus de quem apresentar o atestado médico como justificativa da ausência ao serviço.

Acreditamos que essa é uma atitude absurda e desumana, já que não respeita as limitações físicas dos trabalhadores. É uma medida para explorar ao máximo os trabalhadores de Senador Canedo. Devemos exigir que o professor tenha uma condição de vida com qualidade, que ganhe bem e tenha boas condições de trabalho, para que não precise dobrar a carga horária, o que leva a esses diversos problemas físicos. Quando o funcionário fica doente ele gasta muito mais passes do que quando se encontra saudável, pois deve ir ao médico consultar, fazer exames, entre outros procedimentos, portanto, é inacreditável como pretendem economizar de todas as formas com funcionários. Também não entendemos essa atitude da secretaria, já que o recurso está previsto no orçamento do município.

Outro aspecto questionável dessa atitude da prefeitura é a legalidade dessa ação. Em que lei estão baseados para tal ação. Não sabemos, já que o estatuto, lei máxima do servidor público e o dissídio coletivo assinado nesse ano com a prefeitura assegura o passe de ônibus para o servidor que more até 3 Km do local de trabalho. Para a educação, quem mora acima de 5 Km tem o direito de receber o passe. Então, queremos a explicação legal do procedimento da secretaria de educação.

Ao invés da secretaria de educação de Senador Canedo cortar o passe, deveria procurar alguma forma de realizar a asssistência médica necessária aos profissionais com problemas de saúde. Encaminhamos um ofício pedindo explicações da secretaria de educação, onde a Sr Dilma Espíndola, responsável pela modulação, ficou de responder por escrito os questionamentos. Depois de obter a resposta oficial da secretaria de educação, iremos tomar as medidas cabíveis, mobilizando as categorias e procurando legalmente os nossos direitos.

Viva a luta dos trabalhadores de Senador Canedo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário